NNATRIVM NANOTECNOLOGIA 

Rua Amapá, 1363 - CEP 87920-000

Santa Cruz de Monte Castelo - PR

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

NANOTECNOLOGIA NA SAÚDE  E PRODUÇÃO ANIMAL

A Nanotecnologia é uma área emergente que pode envolver a produção, o processamento e a aplicação de estruturas, dispositivos e sistemas, através do controle da sua forma e tamanho à escala nanométrica. Outra forma de apresentarmos a nanotecnologia se refere a considerar primeiro a nanociência como o estudo dos princípios fundamentais de moléculas e estruturas com uma dimensão entre 1 a 100 nm (nanômetros) Ingenium 2011.

O tamanho da partícula é de suma importância porque muda a natureza das interações das forças entre as moléculas do material e assim, muda os impactos que estes processos ou produtos nanotecnológicos. Estas nanoestruturas aplicadas à indústria de saúde e nutrição animal, bem como a nutrição humana e podem, por exemplo, aumentar a solubilidade e a biodisponibilidade de compostos, assim como alterar as propriedades sensoriais de alimentos onde sejam utilizados ou ainda promover a libertação controlada de determinado tipo de compostos, sobretudo aqueles que têm baixa solubilidade em água (MARTINS at al. 2007)

Produção animal 

O Brasil está entre os maiores produtores e exportadores mundiais de carnes de frango, de suínos e de bovinos, com destaque também para soja, açúcar, suco de laranja e café. Ademais, a expectativa é de que a produção brasileira de proteína animal deve continuar com acentuado crescimento nas próximas décadas, uma vez que o País reúne condições edafoclimáticas que garantem baixos custos de produção primária, juntamente com técnicas de produção já consagradas e genética animal adaptada às diferentes regiões produtivas. A produção animal está entre as áreas mais importantes de aplicação da nanotecnologia. Especificamente no caso da avicultura, este pode ser um dos segmentos pecuários a se beneficiar de forma mais imediatista de produtos contendo nanotecnologia.

SUSTENTABILIDADE

Vista numa perspectiva planetária, a produção sustentável deve incorporar a noção de limites na oferta de recursos naturais e na capacidade do meio ambiente para absorver os impactos da ação humana. Uma produção sustentável será necessariamente buscar o equilíbrio entre os sistemas produtivos em energia e demais recursos. Uma produção sustentável pensa o ciclo completo dos produtos - do berço ao berço (cradle to cradle), procurando alongar a vida útil dos produtos e reaproveitar ao máximo possível os insumos da reciclagem em novas cadeias produtivas. Sinteticamente, o desenvolvimento sustentável visa promover o atendimento das necessidades presentes, garantindo a continuidade dos recursos para as gerações futuras. Entende-se por necessidades tudo aquilo que o ser humano precisa para sobreviver e ter uma adequada qualidade de vida.